Notícias

Pesquisa de satisfação do comércio marauense
20/12/2017

Compartilhe:
Melhores 2017

Como presente de Natal para o comércio de Marau, a FABE e ACIM apresentaram no início do mês de dezembro uma pesquisa de satisfação referente ao comércio em Marau.

O objetivo da pesquisa é auxiliar os comerciantes de Marau, que são batalhadores e procuram sempre fazer a diferença no dia a dia. Fazendo uma análise sobre o que os clientes pensam a respeito dos principais aspectos que norteiam as vendas, possibilitando assim novas alternativas para os empresários.

Segundo Marlon Cucchi, um dos responsáveis pela pesquisa, foram entrevistados 445 consumidores de Marau e da região, que circulavam em diferentes pontos pelo comércio marauense. “Existem muitas conversas informais sobre o comércio de Marau, então decidimos que seria interessante termos estes aspectos apresentados de uma forma concreta e científica”- explicou Cucchi.

O trabalho envolveu professores e alunos dos cursos da FABE. A pesquisa mostrou que o número maior de consumidores é composto por mulheres, na faixa etária de 20 e 39 anos. Ainda, os dados mostram uma frequência de compras mensais de 51,2%, e como local de preferência de compras o centro da cidade.

Outros resultados indicam sinal de alerta para o comércio. Sobre o atendimento geral, 43,3% dos consumidores estão insatisfeitos. Os aspectos simpatia e cordialidade, por exemplo, ficaram na média de 35% de satisfação apenas.

Quanto aos produtos, variedade, marcas disponíveis e qualidade, 53,8% estão satisfeitos. Resultado que mostrou que Marau está bem servido. O aspecto de disponibilidade de estacionamento também é algo que deixou os entrevistados insatisfeitos.

Esta pesquisa está à disposição dos interessados, tanto na ACIM, quanto na FABE. “Dados apenas não são uteis, mas aquele que souber trabalhar com eles, poderá diagnosticar dentro do seu estabelecimento as falhar e aperfeiçoar estes aspectos” – conclui Marlon, e completa – “A gente sabe o quanto o mercado é dinâmico, então precisamos estar atentos e nos dispor a fazer as mudanças que irão satisfazer nossos clientes”.

?

?

?