Notícias

50 anos do CTG Neco Goulart
27/04/2018

Compartilhe:
Tradicionalismo

No ano de 1968 um grupo de amigos decidiu fundar um Centro de Tradições Gaúchas, em Ciríaco, no noroeste gaúcho, para dispor à comunidade um espaço de lazer e principalmente de resgate às tradições gaúchas. A data de fundação é 21 de abril daquele mesmo ano. Inicialmente o CTG foi batizado pelo nome Cabo de Ouro.

Um dos principais líderes para sua fundação foi o Sr. Manoel Goulart Maciel, que morreu um ano após a construção da entidade, por isso no ano seguinte o CTG foi rebatizado em sua homenagem, no dia 30 de novembro de 1969. Neco também é considerado o primeiro patrão da entidade. O primeiro patrão eleito em assembleia foi o Sr. Ivan Rodrigues de Lara. A sede do CTG foi construída na Rua Elias Passari, onde permanece até hoje, através de doações dos associados: primeiramente o terreno, além de quantias em dinheiro, gado, pinheiros, madeiras, telhas, entre outros. Teve como primeira patronagem: à frente da entidade o Patrão Sr. Ivan Rodrigues de Lara; Patrões de Honra: Manoel Goulart Maciel, João Jaques, Elias Passari, Gini Mezzomo, Adalberto Rodrigues, Alberto Ticiani, Anaro de Oliveira, Flavio Julio Pimentel, João Batista Ribeiro de Oliveira e Aracides Jose de Oliveira. Capatazes José Meniguini, Talvino Cerizoli, Adanir Lopes; Secretários: Artur Menezes, Albery Fagundes de Oliveira e Basilio Sella; Agregados das Pilchas Agenor Rampazzo, Valmor Trevisol e Olegari Pires; Conselho de Vaqueanos Valmor Vieira, Hugo Rigo, Paulo Viechk, Ernesto Reginato, Artidone Vieira Machado, Arlindo da Silva e Campolim Ferreira Bueno; Suplentes do Conselho: João Sartoretto, João Didoné, Vitacir Ferrareze, Luiz Bilibio e Atilio Dalla Costa.

 A Patronagem 2016/2018 do CTG Neco Goulart encerra sua gestão durante o Baile dos 50 anos da entidade. À frente está a patroa Cátia Michele Martini, que agradece a todos os integrantes, com a certeza que sem cada um deles não seria possível alcançar tantas conquistas, manter e cuidar do CTG. “Dentre nossas principais conquistas estiveram o cuidado em manter nossa entidade bem estruturada, com diversas aquisições para o CTG, além de sempre ter um cuidado especial com nossas invernadas, e os departamentos artístico e cultural, muito obrigada a todos que estiveram ao nosso lado nestes dois anos de muitas realizações e alegrias”- Cátia Martini, patroa do CTG Neco Goulart.

 Eventos tradicionais: O CTG Neco Goulart tem sua fama, principalmente pela realização do evento mais tradicional desta entidade, o Festival do Cordeiro, que neste ano acontecerá no dia 10 de novembro, chegando a sua vigésima edição. Ciríaco é destaque na qualidade da carne de cordeiro. Os criadores prezam com rigor desde a seleção da raça dos ovinos, manejo, sanidade e até mesmo a forma de abate. São questões que diferenciam o município, tornando esta atividade tão importante quanto a expressiva produção agrícola local. O Festival, que teve sua origem no ano de 1999, é sucesso em toda edição, graças a soma do empenho das patronagens que passaram pela entidade, pelo poder público municipal, que sempre colaborou com a realização do festival e pelo público que sempre prestigia e mantém a tradição de casa cheia em noites de Festival do Cordeiro, no CTG Neco Goulart. Além deste evento, o CTG também realiza anualmente o Tradicional Costelão, no mês de setembro, durante a Semana Farroupilha e o Baile de Aniversário, sendo que a cada dois anos também acontece a troca da patronagem.