Notícias

Nós somos o trânsito
26/05/2018

Compartilhe:
Por uma Marau melhor

Há cinco anos o maio amarelo acontece no mundo todo, com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito. É um movimento internacional de conscientização, que pretende através da união de todos reduzir acidentes no trânsito e transformá-lo em um local seguro para se conviver. Suas ações estimulam a participação da população, empresas, governos e entidades. Desde 2014 essa ação já mobilizou 423 cidades de 27 países diferentes.

Em Marau, empresários e entidades se mobilizaram para realizar a ação, que acontecerá no dia 26 de maio na Praça Dr. Elpídio Fialho entre às 9h e 15h. O evento estará sendo promovido pela Fael Faculdade, CFC Marau, SOS Assessoria, Karla Bortoluzzi Seguros, SS Imóveis, Prefeitura Municipal de Marau, Brigada Militar, Bombeiros Civil, Rádio Marau FM, Brigada Mirim e Bombeiros Mirim.

Conforme o organizador da ação Vitor Moriconi, diretor da Fael Faculdade, Marau não poderia ficar de fora das programações do maio amarelo, sendo assim ele encontrou parceiros interessados em realizar a atividade proposta, que tem como objetivo enfatizar assuntos que tenham relevância para um melhor trânsito.

Frequentemente o trânsito acaba sendo um lugar inseguro, pois as pessoas estão cada vez com mais pressa e emocionalmente abaladas. “Se o seu dia está ruim ou você está com um problema, bem ninguém tem nada a ver com isso, e você não pode ter uma conduta errada quando tem uma máquina tão perigosa quanto um automóvel em suas mãos”- disse Vitor.

Para o perito Zilmar de Bairros, proprietário da SOS Assessoria, que trabalha há 15 anos com atividades relacionadas ao trânsito, ele acredita que acidentes não acontecem – “no trânsito o que existe é imprudência e falta de consciência e de educação, esses fatores são o que elevam o número de vidas ceifadas”. Segundo ele, aqueles minutinhos de bobeira ou a falta de informação ocasionam em imprudências que muitas vezes são fatais, e por isso devemos falar sobre esse assunto sempre que possível.

O CFC Marau estará presente com sua equipe de profissionais realizando oficinas de trânsito, para esclarecerem algumas dúvidas e reiterar algumas informações, que são sempre imprescindíveis. “Iremos oferecer uma mini cidade e um mini cinema, para trabalhar principalmente com as crianças, pois elas além de serem os motoristas do futuro, também levam a informação para dentro de casa e estão sempre supervisionando as atitudes dos pais” – explicou Kauane França Vanz.

Dados indicam que no Rio Grande do Sul, em 2017, o número total de vítimas fatais no trânsito foi de 1.741 pessoas. O maio amarelo além de prevenir e alertar você também luta para diminuir o número de mortes em acidentes de trânsito, faça você também a sua parte, pois o trânsito somos nós que fazemos.